Pular para o conteúdo

Desconforto

abril 1, 2009

“Suco ou resfresco?” – perguntou Tabatha, escorando-se na porta do quarto. As luzes avermelhadas faziam jus ao preço do motel – mercado de carne viva em putrefação contínua. Estava nua em pêlo, com a depilação cuidadosamente em dia, refletida no espelho da parede oposta a jacuzzi. Calçando um scarpin branco, a prostituta balançava o tornozelo com um quê de nervosismo. Na mesa de centro, um maço de cigarros mentolados perdia-se em meio a revistas de pornografia com as páginas coladas pelo esperma de homens solitários. Ela estava ansiosa, mexia toda hora nos cabelos recentemente tingidos de um vermelho amargo. O ventilador de teto não estava funcionando muito bem, e o calor começava a ganhar todo o quarto.

Passou a mão na mesa, mas não deixou o maço cair. Jogou no chão propositalmente, fazendo cara de nojo. “Destesto gente que fuma, sabia?” – exclamou quem tivesse uma meia suada na boca. “Eu quero mais de você!” – gritou com escândalo. “Faça-me sentir como uma rainha! Agora, seu puto!”– exclamava com os olhos arregalados, antes de virar-se para o frigobar. Pegou o jarro com refresco de caju e deixou entornar pelo piso de tacos. Alguns já estavam soltos, outros estavam mofados, mas ela não se importava com nada disso. Tabatha olhou para a cama e sentiu pena de si. Não precisava passar por aquilo para viver, mas também não resistia ao desejo de se entregar a um estranho por míseros cruzeiros. Sentiu vontade de chorar, mas isso borraria toda a maquilagem. Não houve lágrima alguma, mas também não houve sorriso. Tomaram suco mesmo, e partiram para mais uma rodada. Dessa vez, com ela por cima.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: