Skip to content

Fear of the dark

abril 12, 2010

Ouvir Siouxsie and the Banshees foi uma experiência que mudou a vida de Adamastor Eduardo. Aos treze anos, ele ficou encantado com o que viu no clipe da banda. Décadas depois de todo o buxixo gótico, o guri estava se achando vanguardista: passou cajal nos olhos, e carregou na sombra negra. Ao ver seu reflexo no espelho, orgulhou-se com a ousadia que exalava. Ensaiou trejeitos e olhares sorumbáticos antes de ganhar a rua, para não fazer vergonha.

Chegou no colégio vestido com roupas pretas, cantarolando estrofes tristes, e foi escorraçado pelos coleguinhas. Eles não estavam prontos para aquela transgressão e jogaram-no canal abaixo. No meio-tempo em que esteve a deriva, Adamastor foi imaginando qual musica faria daquilo um videoclipe sensacional. Seu corpo foi levado pela correnteza de merda até a represa, onde foi ajudado por um catador de lixo.

Devastado pela rejeição e cada vez mais obscuro, Adamô ( como sua turma passou a chama-lo, de forma jocosa ) foi se isolando do mundo, enclausurado dentro de seu sarcófago imaginário. Houve uma época em que ele se alimentava do próprio onanismo. Foi um período complicado para seus pais, que eram evangélicos e temiam tê-lo perdido para o sete-peles.

Meses depois, acidentalmente, Adamastor Edurado acabou ouvindo uma música do NXZero e outra avalanche transformou sua vida. Com a ajuda da banda larga, ele conheceu todas as bandas similares e xerocadas, decorou todas a letras melancólicas e, enfim, tornou-se um novo rapaz. No dia seguinte, reapareceu no colégio com seu novo visual e rapidamente conseguiu se entrosar com a galerinha.

A partir de então, Adamastor Eduardo era convidado para chorar nas baladas e se autoflagelar em pracinhas. Mesmo que assépticas, até paqueras começaram a rolar para aquele marmanjo de boca virgem. Seu único deslize, porém, foi o sorriso que abriu depois de beijar Darkelinne. Revoltada, a garota o esquartejou nos fundos de uma pastelaria, por considerar crime hediondo qualquer demonstração pública de felicidade. Esta, sim, tinha atitude ( e um preocupante desvio de conduta ).

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. cinebuteco permalink
    abril 14, 2010 3:33 pm

    Destaco neste post os nomes e apelidos da estória, aliás uma marca deste blog é o capricho com os nomes: “setes peles” e “Darkelinne” são ótimos, hehe.

    Abs!

  2. abril 14, 2010 6:28 pm

    Essa transição para o mundo emo não é fácil mesmo…coitadinho do menino…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: