Skip to content

Bateu!

outubro 9, 2013

Acendeu um cigarro, o último do maço, e sentiu que já era hora de parar de fumar. Bateu uma saudade. Colocou um disco da Gal Costa na vitrola e, só de calcinha, dançou pela casa. Bateu uma vontade louca de estar na boate. As luzes estavam todas apagadas, deixou só um abajur para quebrar a penumbra. Bateu uma vontade de trepar. Lá pela terceira música, o cigarro acabou. Bateu um bode. Só tinha um gole de vodka no freezer, que desceu suave pela garganta. Bateu um calorzinho. Tomou um banho gelado, para acalmar o fogo, e foi pra cama. Bateu o relógio da igreja, já era meia-noite.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: