Skip to content

Do avesso

maio 3, 2015

O cheiro do frango ao molho de ervilhas estava ótimo, mas Reinalda não agüentava mais sentar-se à mesa  para jantar com o televisor ligado no último volume. Há anos que a família perdera o saudável hábito de conversar durante as refeições, e isso a devastava por dentro. Em protesto, a moça levantou-se e comeu de costas, segurando o prato contra a barriga. Como ninguém deu a mínima, ela resolveu apelar: abrindo a boca com ambas as mãos, ela foi virando-se do avesso. A princípio, deu um pouco de trabalho, mas depois que passaram os pulmões, ficou mais fácil. Tripas, órgãos e mucosas, tudo à mostra, e de nada adiantou. Ficou ali parada, carne viva pulsando, e a única que notou algo foi sua irmã mais nova, que parecia incomodada com as batidas do seu coração. “Shhhhhhhh” ela pediu, “Estamos vendo a novela!”

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: