Skip to content

Reality Contos: Alguém Viu Meu Calypso?

maio 31, 2007

Eles são feios, formam um casal pra lá de bizarro, suas músicas não tem nenhuma originalidade, e já faz algum tempo que coisas sinistras andam acontecendo com eles. Parece que há mesmo uma maldição na vida de Joelma e Chimbinha, donos do furacão conhecido com o Banda Calypso.

Primeiro foi o boato dum bebê, que teria nascido lá no nordeste, com três olhos e dentes afiados como os do capeta. Segundo as enfermeiras, ao abrir o terceiro olho, ele teria dito que uma catástrofe aconteceria numa apresentação da Banda. Resultado: dos 30.000 ingressos, só 2.000 foram vendidos. A produção, sem outra alternativa, teria distribuído o restante dos ingressos para a população, mas só 12.000 pessoas compareceram ao espetáculo. O mais engraçado é que, durante o espetáculo [sic], uma falha no gerador teria causado desespero e correria, já que o povo pensava se tratar da concretização da profecia demoníaca.

Depois veio o pai de Joelma alegando que a filha o teria abandonado depois de fazer sucesso. Mais clichê, impossível. Quase todos os artistas já tiveram que agüentar a reclamação de algum parente mais pobre e interesseiro, que só sabe comer cocrete de carne-seca e guaraná convenção. Segundo a cantora, o pai nunca foi lá muito chegado. É lógeco que não seria agora que ele desfrutaria de alguma mordomia, às custas da filha…

Pouco mais tarde, seu ônibus cor-de-rosa pegou fogo, enquanto eles se apresentavam para uma platéia suada e catinguenta. Ninguém saiu ferido, mas também não foi excluída a hipótese de sabotagem. Sim, eles acreditam que são invejados por gente como Ivete Sangalo, Daniela Mercury e os Rebeldes

Há algumas semanas, Joelma teria cancelado três shows consecutivos, depois de descobrir uma colônia de verrugas encravadas em sua genitália. A assessoria da banda nega esse tipo de nojeira, mas a recepcionista do consultório ginecológico teria provas de que realmente houve o procedimento de cauterização íntima no púbis da rebolativa cantora. Existe, rumores de que um fã teria comprado vestígios da operação, que mais lembram pedaços de couve-flor em conserva.

E a última tragédia foi a morte do dançarino, que teria caído da varandinha de um hotel, espontaneamente, ao tentar se refrescar um pouco. O problema é que ninguém, a não ser Ariclê Perez, se joga do sétimo andar por vontade própria. Alguns disseram que foi assassinato, outros diziam que ele estava drogadinho, mas uma dançarina resolveu quebrar o silêncio e revelou que o defunto havia discutido com ela minutos antes, por causa de uma possível transmissão de herpes zoster. Ao saber do babado, Joelma teria virado para a dançarina e dito: Você está de-mi-tchi-dam! Mas esse assunto ainda vai dar muito pano pra manga franziada, com estampas levemente florais em motivos folclóricos.

Na minha úmida e humilde opinião, seria prudente verificar se não há um cemitério indígena debaixo do terreno onde eles construíram sua elegantíssima mansão em estilo mediterrâneo. Isso porque colocar a culpa em macumba, bruxaria, olho-gordo ou simplesmente azar, saiu de moda desde o incidente com a Mara Maravilha.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: