Skip to content

o fim

janeiro 31, 2009

Chegou em casa às oito e quinze da manhã de um somingo, bêbada e desorientada. Adormeceu no sofá, pois não tinha forças sequer para tomar um banho. Quando Adriana pensara que o mundo não podia mais piorar, seu vizinho acendeu a churrasqueira, soltou os cachorros, colocou as caixas de som no quintal, chamou toda a familia e pôs Alcione pra cantar, bem alto. Isso, sim, era o fim! Ela só não se matou pois tinha feito escova de chocolate naquele fim de semana…

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: