Skip to content

já que o teu silêncio é ensurdecedor

fevereiro 9, 2009

Quando vislumbrou o belo dia que se alastrava lá fora, vestiu uma camiseta, calçou um par de tênis e seguiu rumo ao parque de diversões. Pagou por um passaporte, comeu uma maçã-do-amor e brincou em tudo o que tinha direito, do carrossel à montanha-russa. Há anos não se sentia tão descompromissado, tão livre, tão bem consigo mesmo. Deixou o melhor para o final, como tudo em sua vida.

Sozinho na roda-gigante, ele apreciou o silêncio que fazia lá nas alturas. A ausência total de interferências, de opiniões, de críticas mal construídas e de qualquer outra distração. De cima, pôde vislumbrar o sol se pondo por trás das árvores que avolumavam o bosque, os passarinhos a mergulhar em suas copas, e até as primeiras estrelas que, valentemente, brigavam contra a luz do sol para espalhar seu brilho num céu ainda alaranjado. Sentia-se pleno. Sentia-se capaz de tudo. Sentia-se dono da própria verdade.

Mas quando a roda girou e ele novamente se aproximou do chão, todas aquelas sensações deram lugar a um desconforto insuportável. O barulho das máquinas, as crianças gritando, a música nauseante, os risinhos frouxos, a escória mundana, a terra batida que apodrecia por dentro e o lixo derramado por sobre a grama. Todas as sensações ruins e rasteiras estavam voltando, impulsionando a torna-lo alguém ordinário e mediócre. Um grito há muito sufocado em sua garganta quase escapou…

E então ele voltou para o alto. O vento fresco bateu em suas pernas. Sentiu o alívio percorrendo seu corpo, revigorando o que outrora quase se tornou um desespero… Mas passou! Não era mais nada. Só restou a paz e o silêncio. Aproveitou que o parque estava vazio e pediu para ficar lá no alto, até que não pudesse mais. E a noite caiu, e as estrelas estavam todas lá, brilhando freneticamente. enquanto debochavam de sua patética existência.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: