Skip to content

E lá se foi o Carnaval…

março 12, 2011

Depois de se conhecerem sob o torpor do Carnaval, Valmor e Vilma decidiram agendar uma noite romântica, para quando a ressaca não mais fizesse parte de seus corpos. Encontraram-se na sexta-feira, em frente ao Odeon, com sorrisos e alguns escárnios: já sem as fantasias com as quais atracaram-se no calor escaldante da Sapucaí, a atração parecia amplificar-se. Compartilharam idéias, sonhos e pequenas perversões enquanto o garçom servia uma salada de rúcula com patinhas de caranguejo. Dali, seguiram para um motelzinho de quinta na Gomes Freire, onde finalmente flagaram-se nus e esbaforidos. Entre beijos e chupões, o rapaz perguntou: – Você gosta de putaria? E ela respondeu: – Adoro. O clima esquentou. No que as paredes tremeram, a cama parecia flutuar e Valmor, sôfrego, inqueriu novamente a moça: – Posso te chamar de Mãe quando estiver comendo teu rabo? E assim acabou-se um amor póstumo pela própria origem, já que teria morrido, de qualquer forma, ao meio-dia da quarta-feira de cinzas.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. março 25, 2011 5:49 pm

    Que medo do Valmor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: