Skip to content

DR da fidelidade eterna

junho 1, 2010

– Jorge…

– Oi!

– O que é isso, Jorge?

– É a minha camisa. Tá muito suada?

– Está imunda, Jorge. Tem baton nela!

– Como assim… não tem nada aí!

– Tem baton, e é dos vagabundos! Você tá andando com mulher rampeira!

– Deixa de maluquice, Cleudinéia! Volta aqui pra cama!

– Maluquice é se atracar por aí com mulher fedida! Aposto que foi na Lapa!

– Mas eu não… estive na Lapa! Vim direto pra cá!

– Você é casado! Lembre-se disso!

– Eu sei muito bem disso, não precisa ficar lembrando!

– Não devia.. ai, meu deus… que pesadelo, Jorge! Como você foi capaz?!

– Para de show, mulher. Volta aqui pra cama!

– Você já esteve com ela hoje, não é? Devem ter trepado e…

– Não, Claudinéia. Eu não estive com ninguém hoje. Que saco!

– Jura?

– Pela alma das minhas filhas!

– E como elas estão?

– Com a minha esposa. Em casa. Me esperando para jantar.

– Promete que eu serei a sua única namoradinha?

– Prometo.

– Ai, que fofo! É por isso que eu te amo!

– Então, tá acabando o período…

– Dá tempo pra mais uma? Quero de quatro agora!

– Demorou.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. cinebuteco permalink
    junho 1, 2010 4:30 pm

    Rssss… o final foi ótimo!

  2. junho 1, 2010 11:15 pm

    Hahaha, ai Rafael, vc não existe. E pior que é assim mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: